CONHEÇA NOSSO BLOG
02Mar
Casal e advogado estudam a linguagem jurídica no português e no inglês

Linguagem jurídica no português e no inglês: desafio para traduzir

Compartilhe!

Os sistemas português e inglês envolvem famílias diferentes do direito. Desta maneira, a tradução de uma língua para outra precisa se ater às ordens do sistema jurídico distinto. Tem curiosidade de saber mais sobre a linguagem jurídica no português e no inglês? Prossiga a leitura deste artigo que a Lítero preparou!

Linguagem jurídica no português e no inglês: como é traduzido?

Como já foi dito aqui no blog, a tradução juramentada possui validade pública. Logo, precisa estar ligada ao sistema jurídico ao qual é subordinada. No entanto, você sabia que existem dois sistemas jurídicos vigentes? Eles são: Common Law e Civil Law.

O primeiro, Common Law, é inglês e o segundo, Civil Law, português. As diferenças entre eles representam os desafios para os tradutores jurídicos durante o processo tradutório. Descubra-os abaixo!

1- Conhecimento da língua

O processo tradutório de linguagem jurídica no português e no inglês tem o conhecimento da língua como desafio principal. Assim como nas demais traduções, a jurídica ou juramentada precisa ser legítima para ser validada.

Deste modo, o conhecimento da língua torna-se o passo inicial para que o tradutor possa tomar as escolhas estilísticas no texto sem perder o sentido do que foi exposto.

2- Compreensão da especialidade

A linguagem jurídica, seja no português ou no inglês, é marcada por especialidade. Logo, não basta que o tradutor conheça as duas línguas, ele também precisa ter noção das duas linguagens de especialidades que marcam os sistemas jurídicos.

Tabela 1 - linguagem jurídica no português e no inglês
O Civil Law, sistema do ordenamento jurídico português presente no Brasil é pertencente à família romano-germânica. Detém, deste modo, como fontes do Direito:

  • a Lei;
  • o costume;
  • a jurisprudência;
  • a doutrina.

Por outro lado, a Common Law, anglo-americano, é a família do direito que compreende todos os países de língua inglesa. Tem as seguintes fontes do Direito:

  • a Lei;
  • a jurisprudência;
  • a legislação proveniente da União Europeia.

À vista destas diretrizes, a linguagem jurídica no português e no inglês fica restrita ao conhecimento básico dos sistemas jurídicos.

3- Binômios

A linguagem jurídica no português e no inglês é recheada de binômios. Eles são considerados fenômenos que devem ser observados pelo tradutor. Resultam da junção de línguas com aspecto de influência no inglês jurídico.

Por isso, antes de traduzir do inglês para o português, o tradutor deve verificar se o binômio representa um elemento de utilidade.

Confira dois exemplos de binômios:

Tabela 2 - linguagem jurídica no português e no inglês

Escolha a Lítero como empresa de tradução!

Nossa empresa de tradução conta com os profissionais mais preparados para realizar o serviço de acordo com a linguagem jurídica no português e no inglês. Solicite um orçamento conosco! Disponibilizamos diversas formas de pagamento.

Gostou do artigo? Veja mais conteúdos como este em nosso blog:

 

Posts RecentesCategoriasTags